Um Certo Alguém

pravoce
Dei um suspiro fundo.

Um suspiro de verdade,
vontade,
saudade.
Um suspiro imenso,
profundo,
intenso.
Um suspiro que a gente só dá quando lembra de alguém.
Eu costumava escrever aqui para um certo alguém, mas esse certo alguém …
parou de vir ler, então eu decidi escrever por mim.

Quem sabe um dia você entenda meus motivos!

Fernando Pessoa escreveu assim:

“Escrever é esquecer.
A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.
A música embala, as artes visuais animam, as artes vivas (como a dança e a arte de representar) entretêm.
A primeira, porém, afasta-se da vida por fazer dela um sono; as segundas, contudo, não se afastam da vida – umas porque usam de fórmulas visíveis e portanto vitais, outras porque vivem da mesma vida humana. Não é o caso da literatura. Essa simula a vida.
Um romance é uma história do que nunca foi e um drama é um romance dado sem narrativa.
Um poema é a expressão de ideias ou de sentimentos em linguagem que ninguém emprega, pois que ninguém fala em verso.”

Concordo com o poeta,consigo desligar a mente quando estou lendo ou escrevendo, mesmo sabendo que um certo alguém parou de vir ler.

Bom dia!

Anúncios

Um comentário sobre “Um Certo Alguém

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s