Nomofobia

Antigamente as pessoas conversavam – hoje elas teclam.
E eu que adoro conversar olhando nos olhos…
Blá,blá,blá
Bom dia.
whats
Gostei da matéria.

Nomofobia o que é?
O uso abusivo de tecnologia é um transtorno que chega de forma silenciosa. Sem perceber, as pessoas passam a priorizar a vida online e deixam de aproveitar a vida mesmo.

Você acha que faz um uso saudável da tecnologia?

E esse transtorno já tem um nome, é a nomofobia”, explica o psiquiatra Antônio Egídio Nardi – UFRJ.
O nome nomofobia, vem do inglês no-mobile-fobia. É o medo ou o pânico de ficar longe do próprio celular.
“Existe claramente um uso abusivo de tecnologia.”, diz Cristiano Nabuco, psiquiatra – USP.

É o caso de uma mulher de 60 anos que preferiu não se identificar. Ela já está em tratamento há mais de seis meses.
Fantástico: Qual a sua relação com o telefone celular?
Mulher 1: Ele é o meu porto seguro. Eu não consigo sair de casa sem ele. Se eu sair e por acaso esquecer, eu tenho que voltar, não importa da onde eu estiver. Às vezes acontece de até desencadear uma crise de asma. Começo a ficar com falta de ar, fico nervosa, começo a suar e começo a ficar sem respiração.
O mesmo prazer de se alimentar, ganhar dinheiro ou fazer sexo
O vício digital é assunto sério. No manual americano de diagnósticos psiquiátricos, a dependência de internet já é vista oficialmente como transtorno mental e requer tratamento específico com terapia e remédios.

A Universidade Harvard, também nos Estados Unidos, publicou um estudo que diz que falar de si mesmo na internet gera o mesmo prazer de se alimentar, ganhar dinheiro ou fazer sexo.

China, Japão e Coreia do Sul já reconhecem o vício em tecnologias como um problema de saúde pública. No Brasil, o problema começa a ser reconhecido. No Rio de Janeiro fica o Instituto Delete, um dos primeiros no país a tratar de pessoas dependentes de internet.

Quem chega ao instituto primeiro passa por uma triagem com psicólogos, depois por uma avaliação com o psiquiatra. Em seguida, cada tipo de transtorno vai ser tratado de forma diferente. Uso compulsivo de redes sociais ou de aplicativos de troca de mensagem instantânea. Mas para todos os pacientes vale uma mesma regra básica. O mais importante não é o tempo que a pessoa passa conectada e sim como a vida online prejudica a vida real.
Vale a pena ler:
http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2015/05/apaixonados-por-tecnologia-ficam-48h-sem-celulares-em-praia-detox.html

Anúncios

Um comentário sobre “Nomofobia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s