Cão nosso de cada dia

calvinmaltese
Hoje achei uma graça o Calvin interagindo com minha neta Manuela

(1 ano). Ele foi respeitoso e dócil o tempo todo, ela  por sua vez

muito curiosa não fez cerimônias e não economizou no carinho.
“Vem cá pra eu te dar um beijo” e o cão quieto permaneceu.
Que amor!

Crianças que vivem com cães são mais sociáveis

Para especialistas, a convivência entre crianças e animais melhora a qualidade de vida de ambos. Convivendo com um animal, a criança se torna mais amorosa e ouve mais, melhorando, até, a relação com seus familiares e amigos e, consequentemente, desenvolvendo uma maior maturidade.
Cães ajudam nas habilidades motoras e no convívio social

Ter um cachorro é um mecanismo que ajuda a tirar a criança de uma vida sedentária. Por exemplo, uma brincadeira supervisionada de jogar uma bolinha para o cão já apresenta à criança uma oportunidade para se exercitar e criar um hábito de vida mais saudável. Essa mesma interação com o cachorro também pode ser importante na vida social da criança.

Em diversos casos, o cachorro funciona como um facilitador de relacionamento, permitindo que outras crianças se aproximem sem ter vergonha e que a criança que está com o cachorro se sinta mais confortável nesse tipo de interação social. Os mais tímidos podem encontrar nessa situação uma boa maneira de se aproximar de colegas.
Além dos benefícios físicos e sociais, ter um cachorro ajuda o desenvolvimento emocional das crianças e faz com que elas entendam melhor as etapas da vida, como o nascimento e a morte. Com o apoio dos pais, a criança tende a compreender que esse é um curso natural da vida, e que o animal é um ser vivo, diferenciando-o de um brinquedo, por exemplo.

Pais ainda têm papel importante no desenvolvimento dos filhos

Os animais de estimação facilitam o desenvolvimento social e emocional das crianças, mas, segundo a Diretora de Educação Humanitária do ASCA, Sheryl Dickstein, os pais precisam estar presentes em cada etapa e como parte desse aprendizado. “Os pais ensinam responsabilidades. Os animais são apenas bons condutores para aprendizagem”, disse Dickstein.

Além disso, o animal pode ser o precursor de conversas e de um maior relacionamento entre pais e filhos. Crianças que não têm o hábito de se abrir com os pais encontram assuntos, por meio do cachorro, para fazer isso, perguntando sobre cuidados com o animal, contando como foi o dia brincando com o cão, entre outros tópicos que podem, com o tempo, fazer com que a conversa evolua para pontos mais extremos e sentimentos mais profundos. Por esse motivo, os filhos costumam gostar muito mais do ambiente familiar quando este possui um animal. As conversas fluem mais na família, além de ter mais descontração, alegria e interação, quesitos que um cão costuma trazer para um lar.

Escolher o cão correto é essencial no processo de socialização

O primeiro passo no bom relacionamento da criança e do animal começa na escolha do cachorro. O estilo de vida da família dever ser considerado para a criança poder participar dos cuidados com o animal e se envolver no seu dia-a-dia. Algumas raças já são adequadas para conviver com crianças. Porém, mais importante do que a raça é considerar o treinamento e as características comportamentais dos animal.

Fonte: Tudo Sobre Cachorros |

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s