Embora tudo mude

CecileVeilhan
Em todas as idas e vindas, obscuramente eu sempre sabia:
embora tudo mude ,


nada muda por que tudo permance aqui dentro,
e fala comigo, e
me segura no colo quando
eu mesma não consigo sustentar.
E depois me solta de novo,
para que eu volte a andar pelos meus próprios pés.

A vida é mãe nem sempre carinhosa,
mas tem uma vara de condão especial:
o mistério com que embrulha todas as coisas,
e algumas deixa invisíveis.

Lya Luft

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s