Beijo

beijoo
Os segredos dos beijos

O beijo de um casal na intimidade do lar pouco tem a ver com aquele a que dois parceiros se entregam debaixo das luzes de uma danceteria, ou com o ainda mais comum, beijo de saudação entre pessoas amigas, porém, todos envolvem um gesto íntimo que supõem proximidade e a entrega de algo pessoal.

Em suas diferentes manifestações, o beijo é a demonstração de afeto mais amplamente difundida pela sociedade. O tipo de relação que existe entre as pessoas que trocam o beijo, é apenas definida pela sua intensidade e intensão, podendo caracterizar uma relação formal, familiar ou amorosa.

O beijo por si só, não envolve nenhum grau de compromisso senão a emoção do momento e assim os jovens que começam a beijar-se depois de se conhecerem em uma festa, podem considerar o fato como um capítulo fechado.

E mesmo que um beijo seja coisa uma noite, as conseqüências dele podem ir muito mais além. Por meio da saliva, doenças como a sífilis, gonorréia e – muito eventualmente – a AIDS podem ser transmitidas.

Beijo estimulante

Segundo explica a doutora Elena Sepúlveda, um beijo por mais erótico que seja, não envolve compromisso, mas leva à sensação de prazer e satisfaz a necessidade de contato entre as pessoas.

A razão pela qual beijar alguém é uma experiência – quase em todos os casos – agradável, é a quantidade de terminações nervosas localizadas no triângulo formado entre a boca e as narinas. É por isso que cada beijo é uma grande fonte de prazer tanto para quem o dá quanto para quem o recebe.

Porém não bastam só os terminais nervosos para que um beijo seja bom. Muito faz também o jeito com que os receptores são estimulados.

A especialista apura que a melhor maneira de dar um beijo é repor a emoção que se está sentindo. Uma vez que “quando se tem um prazer ou emoção grande, esta contagia o outro”. E para isso, o principal é conhecer-se e reconhecer-se no outro.

Uma boa forma de aprender a beijar é praticar com o próprio corpo. Um braço ou uma mão servem para ensaiar as características que deve ter um beijo.

Tipos de Beijo

Um beijo é um momento de alta comunicação e erotismo, alguns casais tem observado que apenas beijos podem levá-los ao orgasmo.

Tradicionamente, conhece-se pelo nome de “beijo francês” aquele que é dado com a língua. Mas existem outros formatos segundo a ocasião e o jeito praticado.

–  beijo inclinado: quando os parceiros inclinam suas cabeças para se beijar.

– beijo dirigido: quando uma das pessoas segura a cabeça e queixo da outra pessoa e depois beija-o.

– beijo reto: aquele no qual as cabeças aproximam-se em linha reta ou só um pouco inclinadas.

– beijo do lábio superior: o homem beija o lábio superior da boca da mulher e ela beija o seu lábio inferior.

– beijo de grampo: quando um dos namorados aperta os lábios do outro com os seus

– beijo que acende o amor: aquele dado ao outro quando dorme ou acorda, irá levá-lo a paixão

–  beijo que distrai: segundo o Kama Sutra, o beijo que é dado quando o outro está ocupado serve para distrair a mente e para dirigir o amado a pensamento eróticos.

– beijo olfatório: coloca-se o nariz sobre a superfície do órgão genital do parceiro e inala, supõem-se que seja freqüente no Egito, onde o termo beijar é utilizado para as ações de beijar e cheirar.

Um beijinho doce para você que veio ler.
🙂

8 comentários sobre “Beijo

  1. Pingback: 13 de abril « Marta Felipe

  2. Pingback: Arrepios e calafrios | Marta Felipe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s